jun 23 2010

Dicas de Saúde – Hemorróidas

Postado por às 17:14 em Arquivos Blogger

Hemorróidas: primeiro remédio é derrubar o tabu
Ao contrário do que muita gente pensa, não há indícios de que os problemas com hemorróidas sejam mais comuns em homossexuais. Com exceção de crianças e adolescentes, qualquer pessoa está sujeita a apresentar os sintomas. “Nos meus anos de experiência como proctologista, tenho observado a mesma incidência em heterossexuais e homossexuais”, explica o médico Armando Pires, do ICC- Instituto de Cirurgia e Coloproctologia, em Brasília.

Os médicos afirmam que mulheres e gays são mais conscientes e procuram orientação com mais facilidade. Os homens heterossexuais são os que resistem mais, refletindo a cultura machista cultivada em nosso país.


Ao ParouTudo o especialista explica que ainda há muito tabu em procurar um especialista.

As hemorróidas são vasos sanguíneos dilatados localizados na porção inferior do ânus e do reto. São estruturas anatômicas normais, que todo mundo tem, mas que provocam desconforto, irritação e sangramento anal quando alteradas. Podem apresentar-se de duas maneiras: as hemorróidas internas, que causam sangramento vivo separado das fezes; e as hemorróidas externas, que provocam dores intensas. Além desses sintomas, pode haver umidade excessiva e prurido (coceira) na região.

Há naturalmente uma grande pressão nas veias da região anal e é por este motivo que as hemorróidas existem. Os problemas com elas podem advir de fatores como a idade, uma alimentação carente de fibras, sedentarismo, obesidade e gravidez, mas há também alguns hábitos considerados normais que podem agravar a situação de quem tem uma certa pré-disposição a desenvolver o problema.

Quem gosta de levar uma revista ao toalete deve ficar alerta: a pressão contínua, por um longo período de tempo, pode dilatar excessivamente as veias. Em conseqüência do mesmo motivo, pessoas que têm constipação crônica também são alvos da doença.

Por incrível que pareça, o papel higiênico, apesar de ter sido feito para a higiene anal, é considerado pelos proctologistas um vilão, atuando como uma lixa na sensível mucosa anorretal. “O ideal era que fosse abolido o uso do papel higiênico em detrimento da higiene com água. Pessoas que sofrem de constante constipação, que costumam ler no banheiro e que levam uma vida sedentária, têm grandes chances de terem problemas com hemorróidas”, alerta o médico.

Muitas pessoas que sofrem com as hemorróidas deixam de procurar o médico por medo de uma possível intervenção cirúrgica ou simplesmente por vergonha. “Este é um problema que, de fato, causa desconforto e receio em muitas pessoas de procurar um médico. Mas isso não deveria existir. Na verdade, trata-se mais de uma questão cultural. A vergonha de ir ao proctologista é uma característica muito latina. Alemães e ingleses, por exemplo, não têm esse problema”, explica.

: : Curiosidades

• Napoleão Bonaparte sofria com suas hemorróidas. Devido à “trombose hemorroidária”, o general não conseguia montar em seu cavalo durante a batalha de Waterloo. Por isso ele teria ficado na famosa “posição em que Napoleão perdeu a guerra” durante horas, desperdiçando um período de tempo precioso para realizar sua estratégia militar.

• Dizem que a pimenta e os condimentos causam hemorróidas, mas isso não é verdade. Eles são simplesmente irritantes da mucosa anal e por isso, podem agravar os sintomas, mas não causá-los. Se fosse verdade, já imaginou o que seria do povo do norte e nordeste que são chegados numa “comida quente?”

• Bebidas alcoólicas também podem ser irritantes da mucosa anal. Mais um motivo para respeitar a Lei Seca.

• Outros irritantes da região anal são os sabonetes por serem alcalinos e/ou por terem em sua composição um pouco de soda cáustica.

• Profissionais que passam horas a fio trabalhando sentados, como motoristas, digitadores, secretárias têm mais chances de desenvolverem problemas com hemorróidas.

Um dos grandes medos e na verdade um grande mito é o de que as hemorróidas podem transformar-se em câncer. Isso não ocorre. Vários estudos feitos por faculdades de medicina, ao examinarem centenas de peças retiradas de operações de hemorróidas, não constataram nenhuma ocorrência de degeneração maligna. Quando ocorre câncer na região anal, é câncer desde o início. Não há a possibilidade de transformação de hemorróidas em tumores.

Há cartilhas informativas sobre as hemorróidas e problemas retais distribuídas nos Postos de Saúde. Nelas, os médicos procuram sempre abordar de forma clara dois pontos: o primeiro é que ‘nem tudo que sangra é hemorróida. Hemorróida sangra, mas câncer de intestino também’, alertando que é imprescindível consultar um especialista, já que os sintomas das hemorróidas são similares aos do câncer intestinal. Outro ponto é conscientizar a população masculina de que a necessidade do exame deve se sobrepor ao machismo e a vergonha.

O exame de toque retal é de extrema importância no diagnóstico e tratamento de hemorróidas e outras doenças, é preciso eliminar o tabu que existe com relação ao procedimento. Os pacientes devem ficar à vontade e não se recusar a fazê-lo, a fim de evitar complicações futuras.

O exame completo realizado pelo proctologista é caracterizado pelas seguintes etapas:

* O médico observa a região verificando se há indícios de tumores, lesões ou hemorróidas externas.
* É feito o exame de toque retal introduzindo o dedo indicador no ânus do paciente para sentir se há algo anormal nessa região.
* Por último, o médico faz o exame de retosigmoidoscopia que consiste na introdução de um fino tubo com uma câmera na ponta dentro do reto à procura de pólipos ou lesões que possam indicar a presença de tumores ou hemorróidas internas.

O tratamento das hemorróidas pode variar desde o uso de pomadas ou supositórios até intervenções cirúrgicas, nos casos mais extremos.
Fonte: Parou Tudo

Nenhum comentário

Trackback URI | Comments RSS

Deixe um comentário

Deixe aqui o seu elogio, críticas e sugestões