set 14 2010

Contos Eróticos – Gosto de Cheirar Cueca

Postado por às 15:30 em Diversos

Cada um tem sua mania, não é mesmo? Às vezes você não conta as suas preferências sexuais nem pra seu melhor amigo. A minha é um pouco estranha, mas acho que é até mais comum do que se imagina. Sabe o que eu gosto de fazer? Eu gosto de cheirar cueca. É verdade. Adoro sentir o cheiro de macho que exala de uma cueca. Coloco a cueca no meu nariz, às vezes em cima dos meus olhos, e fico me masturbando. Eu sinto aquele cheiro exalando do tecido e meu pau vai ficando cada vez mais duro. É uma delícia.

Agora mesmo estou com uma cueca, aqui do meu lado. Ela está manchada de porra. Tá com um cheiro forte delicioso. Esta cuequinha é do meu macho André. Ele acabou de sair daqui e foi embora sem a cueca. A nossa foda foi tão gostosa, ele é grandão, macho, peludo, mas na verdade, é um sujeito delicado e até mesmo indeciso quanto à sua sexualidade.


Ele ficou na cama, folheando uma revista, enquanto eu me trocava. Ele resistia pra não olhar para o meu corpo. Eu sempre achei a timidez dele excitante. Um homem daquele tamanho acanhando. Pode? Pois ele estava lá, sentando na beirada da minha cama, lendo uma revista qualquer. Então, pra ser bem sacana, peguei uma revista G do meu armário e dei para ele ver. Quando ele pegou a revista e folheou, o cara ficou muito constrangido. Mesmo assim ele folheava a revista com curiosidade. Quando olhei para o meio das pernas dele, o pau já estava duro.

Ele não conseguia disfarçar. Sem a menor inibição, me sentei ao seu lado e fui folheando a revista com ele. Aos poucos, fui me esfregando. Nossas pernas ficaram grudadas, coxa com coxa. André já respirava de uma maneira ofegante. Coloquei a mão na sua coxa e disse que a próxima foto da revista era a minha predileta. Era a foto de um homem, com a cueca abaixada. André achou interessante. Minha mão deslizou mais um pouco e eu apertei o seu pau. Ele ficou na dele, mas parecia perturbado. Olhei e perguntei: “Que tal dar uma aliviada nesta piroca?”

André ficou desconcertado. Levanta, eu disse. Ele ficou de pé, na beirada da cama. Abri seu cinto, abri o zíper, abaixei a sua calça jeans. A cueca era da cor vinho. Antes de tirar o cacete, eu dei uma bela cheirada na cueca. Estava com cheiro de pau. Fiquei doido. Comecei a morder, de leve, o cacete por cima da cueca. André começou a gemer.

Continuei mordendo levemente a cueca. Nesta altura, eu estava doido. Até que abaixei a cueca um pouco. Uma pica enorme, cheia de pêlo preto, saltou na minha frente como um boneco de mola. Fiquei louco. Segurei a pica, levantei um pouco e passei a língua bem de leve na cabeçorra roxa. André suspirou. Segurei firmemente apontada para o alto. Fui com a língua amolecida até o começo do seu saco. Depois fui lambendo até o alto da cabeça. Dei uma bela de uma lambida. André tentou resistir ao prazer, mas não suportou e pediu: “Chupa. Chupa.”

Peguei a rola e coloquei na minha boca. Eu mordia e chupava. Deixei a cabeça ensopada de saliva, que começou a escorrer pelas coxas. Aí comecei a chupar rapidamente. A minha boca estava nervosa em cima daquele cacete. O pau já tremia, parecia duro que nem pedra. Coloquei a boca até o fim. O pau batia fundo na minha garganta. Depois eu tirava ele todo e cuspia na cabeça da pica.

André já não conseguia se controlar. Ficou gemendo que nem um louco. Aquela pica era muito boa de chupar. Não queria parar mais. Me agarrei na sua bunda e puxei ainda mais o pau pra dentro da minha boca. Continuei com a mão na bunda de André. Aos poucos fui roçando os meus dedos na racha do seu cu até que consegui abri-lo e enfiei um dedo no seu rabo. Ao mesmo tempo que colocava a boca toda no caralho, eu afundava o meu dedo no seu cu.

De repente, eu senti que André estava quase esporrando. Tirei a boca do caralho e passei a bater punheta. Continuava com o dedo da mão esquerda no seu cu. ele rebolou como uma fêmea e quando estava quase gozando, ele gritou: “Eu vou esporrar.”

O jato de porra veio forte e abundante. Apontei o pau pra baixo e a porra toda caiu na cueca. Ele se sentou na cama, enfraquecido pelo gozo. Tirei a sua cueca e disse que iria lavá-la, que depois a entregaria.

André saiu de casa, atordoado. O sacana ainda me pediu a revista G emprestada. Eu deixei porque ganhei a sua cueca. Agora estou aqui, na minha cama, cheirando a cueca de André. A cueca está com uma grande mancha de porra. Estou passando a minha língua pelo tecido. Estou batendo uma punheta enquanto cheiro esta cueca de macho. Como é bom cheirar esta cueca suja. Não dá pra agüentar, quero esporrar em cima dela. É o que vou fazer agora. E você, tem alguma tara?

Fonte: G Online
O ministério da saúde adverte, use camisinha e proteja-se.

8 comentários

8 comentários para “Contos Eróticos – Gosto de Cheirar Cueca”

  1. Anônimoon 29 jan 2013 at 23:03

    e normal e una forma de prazer.

  2. jeefersonon 29 jan 2013 at 23:05

    e normal,e uma forma de prazer.

  3. cintiareginaon 16 abr 2013 at 11:21

    adoro cheirar cueca de poliamida

  4. eduardoon 21 mai 2013 at 21:44

    amigo isso e normal eu sou luoco por isso gosto demais de cheirar cueca e se tiver com sebo de pica meu amigo eu enlouqueço o cheirinho do cu e maravilhoso mas so de homem amomlamber um pau com sebo se tiver algum manda pra mim que eu deixo limpinho

  5. Anonimoon 13 set 2013 at 15:30

    Eu amo cheirar também, fui na casa de um amigo que por sinal gostoso ele tem 16 anos e já vi o volume na cueca dele é enorme a rola dele ejá tive a oportunidade de cheirar a sua cueca falei que ia ao banheiro mijar e lá estava o cesto de roupa suja, e vi aquela cueca dele hum não pensei duas veses peguei aquela cueca e comecei a cheirar, estava com aquele cheirinho de rola na cueca eu adorei.

  6. Anônimoon 15 dez 2013 at 15:46

    Tb adoro uma cueca suada usada cheirar tudo de bom

  7. Fabioon 28 dez 2013 at 17:27

    Tenho a tara de bater punheta. E esporrar dentro da cueca

  8. Viktoron 02 fev 2014 at 18:35

    Adoro um cheiro de cueca. Adoro pegar um macho ainda vestido e tirar a roupa dele, tirar a cueca dele e cheirar. Cheirar o pau dele. Me enche de tesão.

Trackback URI | Comments RSS

Deixe um comentário

Deixe aqui o seu elogio, críticas e sugestões